É bom aprender: Facebook dá dicas para identificar notícias falsas

Terça, 08 Maio 2018

As terríveis Fake News (notícias falsas) ganharam grande força nos últimos anos, especialmente por causa do péssimo hábito de muitos de saírem compartilhando tudo que veem pela frente.

Comumente espalhadas entre grupos familiares no WhatsApp, elas se tornaram um problema tão sério que empresas como a Google e Facebook já estão criando formas de reduzir o seu compartilhamento.

Uma delas chega através de dicas oficiais divulgadas pela rede social de Mark Zuckerberg, através de um artigo de suporte intitulado "Dicas para identificar notícias falsas".

As dicas contem um alto teor de senso comum que parece ter simplesmente sumido da mentalidade de muitos usuários da rede, por isso, é bom ler com atenção as dicas a seguir:

  • Seja cético com as manchetes: Notícias falsas frequentemente trazem manchetes apelativas em letras maiúsculas e com pontos de exclamação. Se alegações chocantes na manchete parecerem inacreditáveis, desconfie.
  • Olhe atentamente para a URL: Uma URL semelhante à de outro site ou um telefone podem ser um sinal de alerta para notícias falsas. Muitos sites de notícias falsas imitam veículos de imprensa autênticos fazendo pequenas mudanças na URL. Você pode ir até o site para verificar e comparar a URL com a de veículos de imprensa estabelecidos.
  • Investigue a fonte: Certifique-se de que a reportagem tenha sido escrita por uma fonte confiável e de boa reputação. Se a história for contada por uma organização não conhecida, verifique a seção "Sobre" do site para saber mais sobre ela.
  • Fique atento a formatações incomuns: Muitos sites de notícias falsas contêm erros ortográficos ou apresentam layouts estranhos. Redobre a atenção na leitura se perceber esses sinais.
  • Considere as fotos: Notícias falsas frequentemente contêm imagens ou vídeos manipulados. Algumas vezes, a foto pode ser autêntica, mas ter sido retirada do contexto. Você pode procurar a foto ou imagem para verificar de onde ela veio.
  • Confira as datas: Notícias falsas podem conter datas que não fazem sentido ou até mesmo datas que tenham sido alteradas.
  • Verifique as evidências: Verifique as fontes do autor da reportagem para confirmar que são confiáveis. Falta de evidências sobre os fatos ou menção a especialistas desconhecidos pode ser uma indicação de notícias falsas.
  • Busque outras reportagens: Se nenhum outro veículo na imprensa tiver publicado uma reportagem sobre o mesmo assunto, isso pode ser um indicativo de que a história é falsa. Se a história for publicada por vários veículos confiáveis na imprensa, é mais provável que seja verdadeira.
  • A história é uma farsa ou uma brincadeira? Algumas vezes, as notícias falsas podem ser difíceis de distinguir de um conteúdo de humor ou sátira. Verifique se a fonte é conhecida por paródias e se os detalhes da história e o tom sugerem que pode ser apenas uma brincadeira.
  • Algumas histórias são intencionalmente falsas: Pense de forma crítica sobre as histórias lidas e compartilhe apenas as notícias que você sabe que são verossímeis.

 

Referência: TudoCelular