Facebook bloqueia anúncios de páginas que espalham conteúdo falso

Segunda, 11 Setembro 2017

 

Existem alguns sites pequenos que criam notícias fictícias com títulos bombásticos para atrair audiência e ganhar com anúncios. Não se trata aqui de “fake news” — termo que acabou se tornando fortemente politizado para descrever grandes empresas de mídia — e sim de hoaxes tradicionais.

O Facebook está dando mais um passo para combater notícias fabricadas: páginas que costumam compartilhar esse tipo de conteúdo não poderão comprar anúncios na rede social.

Se uma página for conhecida por divulgar hoaxes, ela será barrada de adquirir propagandas para se divulgar no Facebook — por mais que os anúncios em si não incluam notícias falsas.

O Facebook não diz quantos links uma página precisa compartilhar antes de ser bloqueada, mas o diretor de produto Rob Leathern explica que “obviamente não é uma única instância, é um padrão repetido de desinformação”.

Leathern também nota que a proibição de comprar anúncios não é permanente: se uma página deixa de compartilhar hoaxes, ela pode se divulgar novamente no Facebook.

Uma das formas de combater sites de hoaxes é acabando com seu incentivo econômico. Se elas alcançam menos pessoas, o rendimento com anúncios cai.

Outra forma é dificultando o compartilhamento desses links: para isso, o Facebook conta com verificadores externos como o Snopes e a Associated Press. Quando uma história é marcada como questionável, o link não pode ser promovido através de anúncios no Facebook.

 

Referência:  https://tecnoblog.net/222363/facebook-anuncios-paginas-conteudo-falso/